Auto da Resistência Cultural

Auto da Resistência Cultural

Resistir culturalmente tornou-se uma opção de vida do mestre Lindolfo Monteverde ao criar o Boi Garantido em 1913. O folguedo junino que nasce para honrar a promessa de seu fundador a São João Batista, transforma-se ao longo de mais de 100 anos em um instrumento de resistência cultural. A tragicomédia nordestina de Pai Francisco e Mãe Catirina, ao chegar à Amazônia acolhe elementos culturais dos diferentes povos que habitavam ou imigraram para a Região. O resultado dessa transfiguração cultural foi um auto onde caboclos, negros e indígenas puderam se expressar.
Em 2018, o Garantido renova seu compromisso com a realização de uma “Brincadeira de São João” que se constituiu e que se constitui como um espetáculo resistência pela arte. Essa é a marca do nosso passado e do nosso presente, porquê em nós habita o sentimento do nosso fundador de resistir culturalmente. Defenderemos esse princípio na arena a cada passo de dança dos nossos brincantes, a cada acorde musical das toadas, a cada cena e cenário e cantaremos mundo harmônico como a nossa Batucada.

TIPOGRAFIA
Um detalhe importante sobre o Boi-Bumbá Garantido é que ele é conhecido por emocionar em suas apresentações e também ser o Boi da religiosidade. A busca pela fonte que se associasse de alguma forma a essa identidade do Boi Garantido foi inspirada em uma tipografia de dois irmãos pintores de Santa Catarina, os irmãos Ramos. A tipografia se “Abençoada” e é de autoria dos irmãos que contam histórias através de suas letras desenhadas em paredes de sua casa. Um trabalho lindo e de uma delicadeza que só poderia ser unida ao Boi Garantido para que ele continuasse com a identidade do Boi da emoção e da religiosidade. A marca foi desenvolvida pela Ben Marketing, e teve como desing, Thalles Saraiva.

 

 

Por: Cayo Dias

Enjoy this blog? Please spread the word :)