Corpo de britânica Emma ainda não foi localizado e buscas devem ser encerradas

 

O Corpo de Bombeiros atua na área do crime, mas as buscas pelo corpo da atleta devem ser encerradas neste fim de semana

O corpo da britânica Emma Kelty, de 43 anos, que foi assassinada com dois tiros de espingarda na última quarta-feira (13), ainda não foi localizado pela Polícia Civil do Estado do Amazonas (PCAM). A informação foi confirmada na manhã deste sábado (23), pelo delegado-geral Frederico Mendes, durante coletiva de imprensa. Outros dois suspeitos continuam foragidos.

Segundo o delegado, o Corpo de Bombeiros atua na área do crime, mas as buscas pelo corpo da atleta devem encerrar neste fim de semana. Todos os pertences de Emma foram recuperados.

A Polícia Civil  agora procura Erimar Ferreira da Silva, o “Chico”, e Nilson Ferreira da Silva, conhecido como “Zé Preto”, que já tiveram suas prisões preventivas decretadas.

Arthur Gomes da Silva, conhecido como “Bera”; Erinei Ferreira da Silva, 28, chamado de “Alfinete”, e Jardel Pinheiro Gomes, 19, o “Kael”, foram presos e um adolescente de 17 anos apreendido por envolvimento no crime.

Pessoas envolvidas

De acordo com delegado-adjunto da instituição, Ivo Martins, o crime ocorreu no dia 13 de setembro deste ano e foi praticado por sete indivíduos, usuários de drogas que cometem delitos em momentos oportunos, chamados de “Barriga d’Água”, grupo que atua nos munícipios de Coari e Codajás, roubando mercadorias, cometendo homicídios e ligado ao tráfico de drogas.

 “Quando eles passavam pela Ilha do Boieiro, onde a barraca da vítima estava armada, cometeram o crime. Na ocasião, Evanilson Gomes da Costa, conhecido como “Baia”, saiu da canoa e efetuou dois disparos em direção à barraca, utilizando uma espingarda calibre 20, de cano serrado. Em ato contínuo, eles furaram o caiaque da vítima e roubaram os objetos dela”, explicou o delegado-geral adjunto.

“Baia” foi vítima de homicídio ocorrido na madrugada de quarta-feira, dia 20, em Coari, município distante 363 quilômetros em linha reta da capital. Evanilson tinha 24 anos. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo, feitos dentro da casa onde morava, no beco Maria Almeida, bairro do Pera, em Coari, município 363 quilômetros em linha reta da capital. O infrator chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito na manhã da última quarta-feira.

Durante as buscas já foram recuperados um celular, a câmera modelo GoPro e um chip eletrônico roubados da vítima. A canoa utilizada pelos infratores, o caiaque utilizado pela britânica e os pertences dela recuperados, chegaram a Manaus na manhã da última quinta-feira, dia 21, para serem periciados, com a finalidade de encontrar material biológico da vítima.

“Bera”, “Alfinete” e “Kael” foram indiciados por latrocínio. Ao término dos trâmites legais eles serão levados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Já o adolescente irá responder por ato infracional análogo ao crime de latrocínio. Representantes do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) deram parecer favorável à internação do menor infrator em uma unidade de internação provisória na capital

Fonte: http://www.acritica.com/channels/manaus/news/corpo-de-britanica-emma-ainda-nao-foi-localizado-diz-delegado-da-pc

Enjoy this blog? Please spread the word :)