Rodolfa: conheça a Jacaré de estimação que nada com crianças de comunidade em Manaus

 

 
 

 Para muitos, os animais de estimação fazem parte da família. Os bichinhos são alvo constante de mimos e carinho, por isso, é importante que eles sejam fofos. Geralmente cães, gatos ou hamsters. Mas tem gente que não liga para a aparência ou textura do bicho. Afinal, o que importa é o interior, certo?! Uma família da comunidade Três Unidos, uma reserva indígena dentro de Manaus, levou essa máxima à risca. O pet deles é, apenas, um jacaré de mais de 2 metros. E você se achando radical porque faz crossfit.

 

A Rodolfa, réptil carnívoro da espécia jacaretinga, entrou na vida dos Kambeba há um ano. O dono do animal, o gestor Raimundo Cruz da Silva, fala com entusiasmo sobre o animal. “Ela tinha 10 centímetros quando o encontramos, agora está medindo mais de 2 metros”, contou, acrescentando que a alimentação preferida do animal é peixe. “Ele até come carne e frango, mas gosta mesmo é de peixe”, concluiu.

Rodolfa volta todos os dias ao pôr-do-sol para se alimentar de sua comida favorita, Pacu – Fotos: Virgínia Ribeiro

Diversidade de gênero

No inicio, Rodolfa foi batizada como Rodolfo. A família descobriu de forma curiosa que o bichinho era fêmea. “Uma vez encontramos ele na beira do lago, atrás de uma casa. Ele estava com vários filhotinhos na boca. Esse é jeito que as mães protegem os bebês jacarés nos primeiros dias de vida. Foi um choque, mas ela continua fazendo parte da família”, contou aos risos.

A enfermeira de saúde indígena Virginia Ribeiro, trabalha no Três Unido há um ano. Ela contou que ficou surpresa quando viu a esposa de Raimundo imitar o som que os jacarés fazem com a boca para chamar Rodolfa e alimentá-la.

“Quando cheguei à comunidade, fazia caminhadas pela praia logo de manhã. Uma dessas vezes, vi Rodolfa andando em minha direção. Fique com medo, até parei de caminhar. Depois vi a família dando comida para ela e percebi que o jacaré não era agressivo. É inusitado, mas achei lindo como o homem pode dominar um animal selvagem e torná-lo dócil”, concluiu a enfermeira.

Rodolfa é da espécie Jacaratinga e foi criada como macho durante o primeiro ano de vida

Afinal, é perigoso?

Para o dono orgulhoso do bicho, Rodolfa não representa nenhum perigo, já que foi criada por humanos desde filhote. Segundo ele, pelo menos 40 crianças que moram na comunidade, brincam com o animal nas águas do Rio Cuieiras.

“Quando os meninos estão tomando banho, ela aparece e perto deles. A Rodolfa não é agressiva, nem representa perigo. Ela vive livre, vai para outros lagos, ilhas e igapós, mas volta e sempre é bem recebida e alimentada. Quem mora nas comunidades vizinhas, já a conhece e não faz mal a ela, porque sabe que é inofensiva”, conta Raimundo.

O mascote da tribo pode chegar a 2,5 metros e já é conhecido nas comunidades vizinhas

O biólogo e indigenista Mário Stélio Ribeiro explica que, apesar do animal ser domesticado, pode sim representar risco aos humanos, já que carrega em sua genética o instinto selvagem.

“Esse caso da comunidade Três Unidos é inédito, ainda não presenciei nada parecido. Mas, apesar da família ter criado o jacaré desde filhote e dar comida na boca dele, o instinto pode agir pelo animal e isso sempre vai representar algum nível de risco”, argumentou Ribeiro, lembrando outro caso.

A comunidade Três Unidos é rodeada pelo Rio Cuieiras e fica no território de Manaus – Divulgação

Atração Turística

A comunidade Três Unidos faz parte da rota do Navio-Hotel Iberostar Grand Amazon e está sempre aberta à visitas. Apesar dos turistas ficarem encantados como a jacaré, não é permitido nadar com ela.  “Só precaução mesmo”, explicou o Kambeba, orgulhoso dono de Rodolfa.

Fonte: https://l.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fwww.emtempo.com.br%2Finusitado-familia-cria-jacare-como-bicho-de-estimacao-no-amazonas%2F&h=ATMDrio4qNm3rDWdYSftbDfiDpGFYku0U0aDXi5cnrFn5reecFduPWK31cHQ6TI6A70rigMWSTQwbaIRl5phMLX6ibFs8OJlp0M1NVcv113dLZX9lwOfo3H-Ms8P_jTrad1mIxwV5poXCrOoeqpDy9p6C6cnIJv2eZBKqUSRlXV1ec_zLW2HTWKBG_ryreAUJiTILOm_xE-ZDlU9P8YZjPl84SuwYDkSPFcYUZ-ERt8G3b6O4R_AcRffBZW9NcoZIxwOKlZOt4smJpR5nHALxmLW_AuNueFt62QKeGrO1v2AluYRepV3L0RKQJ0YJCFrZA

 

Enjoy this blog? Please spread the word :)