Temporal deixa rastros de destruição no Conjunto Viver Melhor

Para surpresa dos moradores do Conjunto Viver Melhor II, após o forte calor da tarde deste domingo (3), um temporal atingiu o conjunto, localizado no bairro Santa Etelvina, na zona Norte de Manaus. Com fortes rajadas de ventos, a chuva destelhou prédios de apartamentos, derrubou árvores e um poste de energia durante o pouco tempo que durou – por volta de 20 minutos. Não houve vítimas.

 

Temporal derrubou poste e fiação elétrica -Foto: Márcio Melo

“Tudo aconteceu muito rápido, uma ventania incomum, parecia um tornado, quebrou janelas, destelhou casas, todos ficaram assustados”, disse Rogério Santana, morador de um apartamento no local.

Em vídeos, que também circulam nas redes sociais, é possível observar a ventania e pessoas em busca de abrigo, enquanto observam o destelhamento das residências. Vários barracos, localizados na principal via do conjunto, foram destruídos pelo fenômeno meteorológico.

 

Telhas e entulhos cairam sobre o chão do Viver Melhor -Foto: Divulgação

O operário Adílio dos Santos, de 34 anos, estava presente na hora em que a chuva começou. De acordo com ele, a segunda etapa do conjunto foi a mais afetada. “O vento estava muito forte, logo que a chuva começou vi isopor e pedaço de telha voando para todos os lados”, afirma. Ainda segundo o morador, vários apartamentos serão afetados, caso chova novamente. “Muitas residências estão sem proteção agora, algumas com vazamentos”, disse.

Apartamento do conjunto ficou destelhado após o temporal -Foto: Márcio Melo

A Eletrobras Distribuição Amazonas informou que após a chuva, vários objetos como galhos de árvores, telhados, dentre outros, foram arremessados sobre a rede elétrica o que provocou uma interrupção de energia em alguns pontos da cidade como: Tarumã, Nova Cidade, Santa Etelvina, Viver Melhor, Novo Israel e Avenida Torquato Tapajós. Segundo a assessoria da empresa, equipes da Distribuidora estão trabalhando para o restabelecimento do fornecimento de energia nas áreas atingidas pelo temporal.

A reportagem tentou contato com o Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM), porém o  chefe da divisão de meteorologia, Ricardo Dalla Rosa informou que, por ser domingo, ainda não poderia dar informações sobre a motivação meteorológica, para formação do temporal naquela região.

A Defesa Civil informou que foi acionada por volta das 16h30 devido aos destelhamentos e irá avaliar os prejuízos e possível ajuda aos moradores.

Fonte: http://www.emtempo.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Enjoy this blog? Please spread the word :)