pedreiro José Francisco da Silva, de 36 anos, encontrou uma capivara ferida na tarde desta quarta-feira, dia 9, e, sem pensar duas vezes, decidiu resgatá-la e andar ao longo de oito quilômetros para procurar ajuda com ambientalistas.

Empurrando um carrinho de mão, o homem levou o animal, que pesa entre 20 e 25 quilos, da comunidade de Roda de Fogo até o Jardim Botânico do Recife, no Curado, ambos na zona oeste da capital de Pernambuco.

Créditos:

José Francisco da Silva caminhou quilômetros até encontrar ambientalistas

A saga de José Francisco começou quando voltava do trabalho na terça-feira, dia 8. De acordo com a Agência Estadual de Meio Ambiente(CPRH), o pedreiro percebeu que a capivara estava sendo maltratada em um trecho do canal entre Roda de Fogo e Torrões. Ele relatou que pessoas jogavam pedras e pedaços de pau no animal.

Diante da situação, ele contatou por telefone órgãos responsáveis pelo recolhimento de animais das ruas, mas as entidades teriam informado que não faziam resgates ou não tinham carros disponíveis no momento.

Após tentativas frustadas, Silva resolveu pegar o carrinho de mão do chefe e seguir para o Jardim Botânico do Recife em uma caminhada pela BR-232. Assim que a capivara chegou, os gestores acionaram dois guardas ambientais, Júlio Melo e Felipe Cássio.

Segundo a CPRH, o animal seguiu na quinta-feira, dia 10, para o Centro de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), no bairro da Guabiraba, na zona norte do Recife. O mamífero deverá passar por uma avaliação e um período de reabilitação antes de voltar à natureza.

Fonte: https://catracalivre.com.br/geral/mundo-animal/indicacao/homem-salva-capivara-ferida-e-anda-oito-km-para-procurar-ajuda/