Meio ambiente dá último prazo para reintegração de posse de forma pacífica no Galo da Serra II

Uma equipe do meio ambiente, acompanhado da guarda ambiental e da Polícia Militar, esteve na tarde de ontem (10), na área ocupada no Galo da Serra dois, munida de um documento de reintegração de posse expedido pelo juiz da comarca de Presidente Figueiredo, tentando de forma pacífica, convencer os ocupantes a deixarem o local.

Na oportunidade, as pessoas que se encontravam na área, foram convidadas a deixar o local e retirar seus materiais tipo madeiras, lonas e telhas sob pena de serem destruídos. Foram ainda, orientados a que procurem o setor de terras local, para que no momento oportuno, possam fazer parte de um programa de moradia legalizado.

A operação não obteve o êxito esperado, visto que os ocupantes insistem em permanecer no local até que as autoridades ofereçam uma proposta concreta que atenda a reivindicação  de que recebam um local onde possam erguer suas casas e saírem do aluguel. No momento da operação nenhum dos líderes da ocupação estava presente no local, mas assim que a polícia deixou a área, eles voltarem a ocupar seus lotes.

O dano ambiental já é considerável e irreparável no local, exigindo uma solução rápida para a causa, sob pena de uma degradação ainda muito maior. O clima tem ficado tenso, com alguns dos ocupantes garantindo que vão resistir mesmo diante do uso da força policial.

Por: Bôsco Cordeiro

Compartilhe em suas redes sociais
20

Comments

comments