Família de jornalista é amarrada e ameaçada de morte após ter casa invadida por assaltantes

Família de jornalista é amarrada e ameaçada de morte após ter casa invadida por assaltantes

 
 

Todos os familiares foram amarrados e colocados de joelho em um banheiro – Fotos: Arquivos Pessoais

O casal de jornalistas Nilsandro Júnior e Maritana Santos foi feito refém por mais de duas horas, junto com o filho de 11 anos, o pai e a madrasta da profissional, na madrugada deste sábado (30). O fato ocorreu após  a residência da família ser invadida na avenida Brasil, Santo Antônio, Zona Oeste de Manaus. No local funciona duas distribuidoras, sendo uma de gás e outra de cosméticos, além de uma loja de materiais de construção.

As vítimas tiveram as mãos e pés amarrados com fios elétricos e os bandidos ainda colocaram fitas isolantes nas bocas delas para evitar que gritassem durante o roubo. De acordo com Nilsandro, eram quatro homens armados e um quinto elemento, chefe do bando, orquestrava a ação por telefone.

“Era por volta de 1h da madrugada quando ouvimos os latidos intensos e seguidos dos cães. Eu e meu sogro desconfiamos e fui abrir a porta para ver o que estava acontecendo. Os bandidos estavam escondidos atrás de uma caçamba esperando alguém aparecer e, assim que apareci, fui surpreendido com a arma apontada para a minha cabeça”, relatou.

No local há três estabelecimentos comerciais e a casa fica localizada nos fundos

Todos foram acordados na casa e amarrados com o fios dos computadores de uma das lojas da família. A jornalista Maritana Santos – que não mora no local, mas decidiu passar a noite com o marido e o filho na casa do pai – chegou a ser empurrada por um dos suspeitos e bateu o rosto na quina de uma prateleira de MDF, causando um ferimento. Eles foram levados para o quarto principal da casa e colocados de joelhos dentro do banheiro. O filho do casal foi levado pelo bando e obrigado a falar os locais onde eram guardados os pertences de valor e dinheiro. Os assaltantes utilizavam revólveres nos calibre 38 e 32.

Segundo Nilsandro, a quadrilha tinha informações privilegiadas do funcionamento das empresas da família e conhecia a casa, inclusive, onde ficavam os quartos. O fato levantou a suspeita de que alguém conhecido das vítimas tenha passado detalhes das vítimas aos assaltantes.

“O objetivo deles era pegar o dinheiro. Eles já chegaram perguntando por isso e ligaram para o chefe do grupo avisando que não tinha a quantia que eles esperavam. Por isso, eles decidiram, a mando do tal líder, que levariam os pertences pessoais e de valor dentro do veículo da família. Ficou claro também que existia um motorista dando apoio à ação criminosa”.

O bando levou os equipamentos eletrônicos, joias e dinheiro dentro do veículo da família

Celulares, televisores, roupas, joias, perfumes e uma quantia em dinheiro foram colocados dentro do veículo, modelo Peugeout 206, de cor cinza e placas JWY-3548, que pertence à família. O carro foi utilizado na fuga. Antes de sair do local, o bando também amarrou o filho do casal, que conseguiu se soltar e desamarrar os pais e os avós.

Nilsandro conta que eles ficaram trancados e de joelhos no banheiro durante as duas horas em que o bando permaneceu no local.  Após o filho conseguir libertar os familiares, ele precisou arrombar a porta e quebrar uma parede de madeira do dormitório para saírem do recinto. Até o momento ninguém foi preso e o caso foi registrado no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Fonte: https://l.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fwww.emtempo.com.br%2Ffamilia-de-jornalista-e-amarrada-e-ameacada-de-morte-apos-ter-casa-invadida-por-assaltantes%2F&h=ATPDPmutuG8j9zBngKsiBsdgbfWZwBd5mBn73PUU3s2COxQdvLfTSb7ch4l0tc67hVNYOnn5W2V8BTN2u3IdtmYlZkJt4U0ipAwtDb8a0UUnXKM7cv8s3HR-ZaiWRlZaMJsqY6Hemi_6zs0J5Q0hQUeZmrIWXl_htB61DPWgXYLDDnk-XltNQIvCoTSvmOCwd6ACca-R-wfbHrJatLHqFLEnEs-Dt45atIQQ55jGB7BpCXWQDG–13o2Td7peeGgbeqkU9BLseNee_7dwqfeqfHTdvXtl0E1Wz_tog2-9IRVWJNZQQ8

Enjoy this blog? Please spread the word :)