Jovem assediada e agredida em bar vai fazer reconhecimento dos suspeitos na delegacia

 

Dois homens agrediram a estudante L.C.S. na noite do último sábado (23), em um bar localizado na Avenida Brasil

A estudante L.C.S.,  de 24 anos deverá ir, amanhã (26), ao 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Compensa, Zona Oeste, para fazer o reconhecimento de dois homens que a agrediram na noite do último sábado, em um bar localizado na avenida Brasil, no bairro Santo Agostinho, também na Zona Oeste. Segundo a jovem, um dos homens passou a mão nas nádegas dela. Ela disse que  reagiu jogando bebida nele. Diante da reação da moça, os dois a agrediram fisicamente.

Acompanhada de um advogado, ela vai prestar depoimento e fazer o reconhecimento dos suspeitos na delegacia às 11h, conforme informou o delegado do 8º DIP, Demétrius Queiroz. 

De acordo com a estudante, os amigos  dela que estavam na parte de fora do estabelecimento disseram ter visto os dois homens fugindo em duas motocicletas Harley Davidson, nas cores preta e branca. As imagens registradas pelos amigos serão levadas à polícia. O delegado disse que também  vai solicitar as imagens das câmeras do estabelecimento, que serão usadas na elucidação do crime.

L.C.S. disse que foi convidada por amigos para participar de uma comemoração no bar. Um amigo havia alugado a parte externa do estabelecimento para fazer   a  festa.  A estudante disse que em determinado momento foi ao banheiro e quando passava por uma mesa, onde dois homens desconhecidos bebiam, um deles apertou as suas nádegas.

Como reação, L.C.S. derramou a bebida que ela tinha nas mãos nele. O homem a empurrou e passou a esmurrá-la e o que estava com ele a segurou pelo pescoço e a encostou na parede. “Os dois começaram a me bater”, contou a estudante.

A ação só acabou com interferência de outros que estavam no local e seguraram os agressores. De acordo com a estudante, os amigos dela ficaram revoltados e tentaram agredir os agressores, mas foram impedidos pelos seguranças do estabelecimento. Já os dois homens foram retirados de lá com a ajuda do dono do estabelecimento.

 A vítima foi socorrida por amigos e clientes e registrou o crime no 19º  DIP. Ela também fez exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). 

A jovem  ainda está se recuperando dos ferimentos. “Meu rosto está inchado. Eu nem saí de casa hoje e nem fui para aula com medo. Eu tô me sentindo acuada e mal com a situação”.

A estudante disse que nunca imaginou passar por uma situação dessas.  “Costumo sair e nunca tinha visto esse cara; eu ia passando e ele enfiou a mão na minha bunda. Isso é revoltante”, disse.  “Não vou permitir nunca que homens me desrespeitem, principalmente aqueles que eu nem conheço”, completou a estudante. 

Empresário e professor suspeitos

De acordo com a estudante, a  agressão deixou muitas pessoas que estavam no bar revoltadas e causou indignação. Algumas decidiram ajudá-la fazendo a identificação dos agressores, outras apoiando para que ela não desista de buscar justiça.   Uma das moças que estava no bar e estava  ajudando-a chegou a ser ameaçada. “Não sei quem fez isso”, disse. O relato do caso também teve grande  repercussão nas redes sociais e “viralizou” entre ontem (24) e hoje. 

Após a agressão, a estudante contou que deixou o bar com nariz quebrado e sangrando muito. Ontem, ela passou o dia em casa se recuperando dos ferimentos. À tarde ela  se reuniu com o advogado que irá acompanhá-la hoje no DIP. Ela disse que teme por sua segurança. “Me disseram que um deles é empresário e o outro professor universitário”, revelou a estudante. L.C.S. disse que os nomes dos suspeitos que lhe passaram ela vai repassar à polícia.

Fonte: http://www.acritica.com/channels/manaus/news/mulher-vai-fazer-o-reconhecimento-dos-suspeitos-da-agressao-na-delegacia-amanha-26

 

Enjoy this blog? Please spread the word :)