Sobe para 108 o número de casos suspeitos de sarampo em todo o Amazonas, diz FVS

De todos os casos, 103 são de Manaus, os outros cinco em São Gabriel da Cachoeira, Anori, Humaitá, Iranduba e Itamarati

Subiu para 108 o número de casos suspeitos de sarampo no Amazonas, segundo dados da Sala Estadual de Resposta Rápida para Surto de Sarampo divulgados hoje (4) pelo diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Bernardino Albuqueque, à reportagem do Portal A Crítica. De acordo com ele, de todos os casos, 103 são de Manaus e os outros cinco em São Gabriel da Cachoeira, Anori, Humaitá, Iranduba e Itapiranga.

Até agora, entre os casos suspeitos, quatro foram confirmados em Manaus, dois descartados (um da capital e um de Anori) e 102 permanecem em processo de investigação. “Nós estamos fazendo monitoramento dos municípios que não tem notificação de caso e complementando a vigilância para fazer a vacinação naqueles que registraram casos suspeitos”, disse Albuquerque.

Nesta quarta-feira (4), técnicos da FVS-AM devem realizar um “Treinamento para Casos Suspeito de Sarampo”, em Humaitá, município a 590 quilômetros de Manaus. A capacitação visa à atualização e sensibilização dos profissionais de saúde em relação à doença, prevenção e monitoramento de casos suspeitos.

Videoconferência

Também hoje deve acontecer a “2ª Videoconferência de Casos Suspeitos de Sarampo” para todos os municípios do Amazonas, por meio do Centro de Mídias da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), onde infectologista e diretor de Assistência Médica da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Antônio Magela, deve apresentar imagens para ilustrar os casos suspeitos e compartilhar experiências para o manejo clínico adequado do paciente, no que se refere ao tratamento e isolamento.

O perigo do sarampo

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde, sarampo é uma das doenças mais contagiosas. É transmitido por gotas de saliva procedentes do nariz, boca e garganta de pessoas infectadas. Os sintomas consistem em febre alta, erupção generalizada em todo o corpo, congestão nasal e irritação ocular. Pode causar complicações graves, tais como cegueira, encefalite, diarreia intensa, infecções do ouvido e pneumonia, sobretudo em crianças com problemas de nutrição e pacientes imunodeprimidos.

Quem viaja ao Amazonas

Na última quinta-feira (29), em entrevista ao Portal A Crítica, o infectologista Antônio Magela, da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), recomendou que pessoas com viagem para o Amazonas devem estar vacinadas contra o sarampo. 

Fonte: https://www.acritica.com/channels/cotidiano/news/sobe-para-108-o-numero-de-casos-suspeitos-de-sarampo-em-todo-o-amazonas-diz-fvs

 

Enjoy this blog? Please spread the word :)