Meu reconhecimento aos profissionais da saúde em Presidente Figueiredo

Há vinte anos atrás, quando Presidente Figueiredo era uma pacata cidade, eu ocupava o cargo de Secretário Municipal de Comunicação, morava no município e minha esposa estava grávida prestes a ter uma menina. A saúde do município, estava sob o comando da Dra. Sandra Braga que hoje, novamente está a frente da Secretaria de Saúde. O Hospital Eraldo Neves Falcão, à época tinha o nome de Hospital Municipal Gama e Silva.

Naquele momento, eu tinha uma difícil decisão a tomar, entre levar minha esposa para fazer o parto na capital ou confiar na equipe médica local e realizar o parto em Presidente Figueiredo. A dúvida maior, era em saber se realmente a minha esposa e a criança que iria nascer, estariam em condições seguras sem correr qualquer tipo de riscos, pois comparado com as condições da capital, eu me sentia totalmente seguro que o melhor seria feito com profissionais reconhecidamente competentes.

A minha decisão era difícil, pois qualquer coisa de errado que viesse a acontecer, me faria sentir responsável pelo erro, em razão de minha decisão. Diante disso, procurei a Dra. Sandra Braga  relatei minha dúvida e esclareci a ela que tinha condições financeiras para que o parto fosse realizado na capital mas que me sentiria muito feliz em ter uma filha nascida na terra das cachoeiras. Fiz então a pergunta: Posso confiar na equipe médica local?

A reposta da Dra. Sandra Braga afirmando que minha esposa e filha estariam em muito boas mãos e que tudo daria certo, me fez decidir pelo parto com os profissionais do município e assim, Natasha nasceu com saúde em um parto normal e sua mãe recebeu assistência sendo muito bem tratada. Com a graça de Deus, tudo deu certo ficando eu muito agradecido à Dra. Sandra e sua equipe médica.

Vinte anos se passaram e este ano tive que reviver toda a situação passada. Minha atual esposa grávida de um menino e a mesma dúvida presente: Levo pra Capital?…Novamente procurei a Dra. Sandra com a mesma pergunta…Levo pra capital ou confio na equipe médica do Hospital Eraldo Neves Falcão?. Como da  outra vez, Dra. Sandra foi firme em sua resposta: “Confie em nossa equipe. vai dar tudo certo!”

Acompanhei de perto todo os passos do pré-natal realizados na UBS Dr. Celso Clementino e afirmo, que no caso de minha esposa, ela sempre foi muito bem tratada e recebeu toda a tenção e cuidados que necessitava, fazendo todos os exames aqui, recebendo as medicações e orientações necessárias. O único exame feito na capital, foi uma ultrassonografia morfológica que decidimos realizar na capital com uma médica de nossa confiança e, se nào fosse o caso de algumas consultas que tiveram de ser remarcadas algumas vezes, eu diria que o pré-natal de minha esposa foi nota mil.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No dia 31 de agosto, por volta das 14:00 horas, minha esposa deu entrada no Hospital Eraldo Neves Falcão com as primeiras dores do parto sendo imediatamente atendida pelo médico plantonista, que de imediato chamou o médico obstetra para atendê-la. Dez minutos depois, minha esposa já passava por um primeiro exame, onde o médico fez uma avaliação preliminar, nos informando que provavelmente seria um parto cesariano e que ocorreria por volta das 16:30 pelo fato de minha esposa haver almoçado.

Enquanto a sala de parto era preparada e o anestesista havia sido chamado, minha esposa ficou sendo assistida pelas enfermeiras com a presença constante do obstetra, sendo encaminhada à sala de parto, por volta das 17:00 horas e, a meu pedido, pude acompanhar todo o trabalho de parto como pai e jornalista, filmando, fotografando e me emocionando a cada momento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Kaique nasceu saudável exatamente às 18:18 horas do mês 8 do ano de 2018, pesando 3,52 kg e medindo 52 centímetros. A mãe, Kamila Ferreira, permaneceu lúcida durante todo o parto e experimentou a emoção de sua primeira maternidade, soltando algumas lágrimas de emoção em seu primeiro contato com o meninão. Logo após os procedimentos cirúrgicos, Kaique e a mãe foram levados a um leito, ficando na companhia de uma outra paciente e 36 horas após o parto, recebeu alta médica.

Faço esse depoimento, com nenhum outro interesse que não seja o de fazer um reconhecimento e agradecimento a todos os profissionais da saúde em Presidente Figueiredo, que desde o início de todo o processo, foram solícitos, dedicados, competentes e altamente profissionais para com minha esposa e meu filho.

Eu na condição de jornalista, talvez não perdoaria qualquer deslize caso tivesse ocorrido, então me sinto na obrigação de fazer esse reconhecimento público e em nome da Enfermeira Valdeida Martins da Gama (UBS Dr. Celso Clementino), Enfermeira Monique Máximo, Técnicos em enfermagem Célia, Ana Regina, Clelves e Greicy Kelly, Anestesista Dr. Orlando e os médicos Dr. Mário e Dr.Francisco Alípio, quero aqui agradecer a todos os profissionais da saúde de Presidente Figueiredo pelo excelente trabalho realizado. Dra. Sandra em meu nome, de minha esposa e de nosso filho, aqui vai o meu muito obrigado e parabéns a sua equipe!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por: Bôsco Cordeiro

Enjoy this blog? Please spread the word :)