Menino tem braço cortado com gilete após vizinho de 11 anos supostamente desafiá-lo a não chorar, no AM

 
 

Criança teve braço cortado por gilete — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Uma criança de 7 anos teve o braço cortado com um gilete durante um “desafio” supostamente feito por um vizinho, de apenas 11 anos. Ele teria perguntado se a criança era “homem” e o desafiou a não chorar com o ferimento. O caso ocorreu no bairro São José, Zona Leste de Manaus, e foi registrado na Polícia Civil.

De acordo com a mãe da vítima, Kellian Napoleão, ela cuidava da casa, na tarde de terça-feira (13), enquanto os filhos brincavam na parte externa da casa. Em certo momento, ela pediu para que o filho de 7 anos cuidasse da irmã de oito meses.

“Ele, que é o mais velho, sempre cuida da irmãzinha dele quando estou ocupada. Brinca com ela, carrega ela, leva para o quarto deles para brincarem com brinquedos. Eu o chamei e pedi para ele ficar com ela. Ele respondeu ‘Mãe, eu não posso. Eu estou machucado'”, disse a mãe.

A mãe então foi ver o machucado e perguntou o que havia ocorrido. Primeiro, ele disse que havia se machucado na parede. Kellian disse ter ficado desconfiada e fez a mesma pergunta ao outro irmão, que contou sobre o desafio. Logo depois, a criança contou sobre o corte feito com lâmina.

 

Criança foi levada para hospital após ferimento — Foto: Reprodução/Arquivo PessoalCriança foi levada para hospital após ferimento — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Criança foi levada para hospital após ferimento — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

“Tudo começou porque eles [filhos] viram um gato e foram querer brincar com ele. O gato pulou para a casa de um vizinho que foi construída rente a nossa. Eles se encontraram com a criança de 11 anos no vizinho e começaram a conversar”, comentou.

No momento que conversavam, o filho do vizinho perguntou se a vítima era mulher ou homem. A criança respondeu que era homem.

“O garoto de 11 anos falou ‘então me dá teu braço’ e cortou meu filho com uma gilete. Se o meu filho chorasse, é porque ele era gay e não homem como respondeu”, disse a mãe da vítima em rede rede social.

Após cortar a criança, o menino ainda teria tentado limpar o ferimento com uma folha de caderno, segundo a mãe.

 

Criança tentou limpar ferimento com folha de caderno — Foto: Reprodução/Arquivo PessoalCriança tentou limpar ferimento com folha de caderno — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Criança tentou limpar ferimento com folha de caderno — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

“Meu esposo foi para o trabalho e esqueceu o celular em casa. Nenhum parente ou amigo me atendeu. Estava sozinha com meus três filhos. Estava sujo, então eu lavei o ferimento e parou de sangrar. Liguei para amigos do meu esposo que poderiam estar perto dele na fábrica. Assim que ele chegou, avisaram ele e ele veio mais que desesperado para casa”, contou.

Kellin disse que foi até a casa do vizinho para falar com o responsável pela criança de 11 anos. Ela disse o menino apareceu e disse que o pai estava dormindo.

“Eu disse ‘Chama o teu pai’. Ele sempre respondia a mesmas coisa. Depois ele disse ‘Moça, eu cortei o seu filho sem querer’. Respondi que não queria saber e gritei o nome do pai dele. Ele apareceu atordoado, por estar dormindo. Mostrei o que o filho dele havia feito, ele fez cara de espanto e respondeu ‘Tá bom, eu vou resolver’. Voltei para a minha casa e não ouvi mais nada”, relatou.

A criança foi levada para atendimento em um hospital particupar na Zona Centro-Sul de Manaus. No local, o menino fez um curativo, pois a família optou por não fazer sutura no ferimento, pois seria preciso abrir ainda mais o corte, de acordo com Kellin.

Um Boletim de Ocorrência sobre o caso foi registrado no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP). O G1 foi até a delegacia para saber dos próximos procedimentos a serem adotados. Entretanto, a equipe foi informada que apenas o delegado titular, que estava de folga, poderia comentar o caso.

A equipe também procurou a casa dois pais da criança que teria feito o ferimento, mas a casa não foi localizada. A reportagem tenta retorno da Polícia Civil.

Fonte: //g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2018/11/15/menino-tem-braco-cortado-com-gilete-apos-vizinho-de-11-anos-supostamente-desafia-lo-a-nao-chorar-no-am.ghtml

Related Post

Enjoy this blog? Please spread the word :)