Em Manaus, cão é morto por PMs e dono denuncia despreparo em ação

 

O carinhoso cão “Charles” vivia há sete anos com a família e morreu após ser baleado com dois tiros que atingiram a jugular e costela do animal

 
O cão Charles ainda foi socorrido mas não resistiu aos ferimentos | Foto: Divulgação

Manaus – Mais que o melhor amigo do homem, o cão Charles era como um integrante da família em que vivia desde filhote há sete anos. Na noite de domingo (24), por volta das 23h45, o animal foi  baleado com dois tiros efetuados por policiais militares em uma ação na rua Quatro, na quarta etapa do bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus. O dono do cão, Alex Sanderson Batista, que lutou pela vida dele até o último suspiro do animal que faleceu em uma clínica veterinária na madrugada desta segunda-feira (25), denunciou o descaso e o despreparo de policiais que resultou na perca do amigo querido.

Conforme Alex Sanderson, ele estava na residência da família junto com os pais idosos, quando por volta das 23h45, ouviu dois tiros. Ao se assustar com o barulho, decidiu abrir a porta do quintal e se deparou com dois policiais militares e o cão baleado dentro da casinha dele. 

 
O cão vivia há sete anos com a famíia
O cão vivia há sete anos com a famíia | Foto: Divulgação

“Quando abri a porta, os policiais estavam olhando um pro outro com uma cara de susto. Questionei o que estavam fazendo, pois minha casa fica próxima a uma via principal, é murada e não possui becos e vielas nas proximidades. Eles responderam que o cachorro teria tentado mordê-los, mas voltei a perguntar o que estavam fazendo na nossa casa. Minha mãe que é idosa, teve que pegar a chave e abriu a porta da frente para que eles saíssem. Fiquei completamente apavorado ao ver meu cachorro naquela situação e decidi filmar as viaturas e a situação. Não me explicaram nada, do porque fizeram isso, apenas citaram que estavam em perseguição. Tinham várias viaturas na frente da minha casa”, explicou. 

O dono relatou que tentou dialogar com os policiais e informou que naquela casa não havia nenhuma pessoa envolvida com o ,mundo do crime e apenas pais de família. Ele denunciou ter sido hostilizado pela equipe policial ao reclamar da situação em que o cão estava e pediram para que ele entrasse para dentro de casa.

Vídeo gravado após o cachorro ser baleado | Autor: Divulgação

 “Foi a pior sensação da minha vida, a sensação de impotência, de eu pegar meu cachorro no colo, enrolar ele e ir atrás de veterinário meia-noite e não achar. Ver ele agonizar e morrer em uma maca, porque teve a jugular estourada, duas costelas quebras e um pulmão perfurado. Eu ainda nem dormi, nem comi. Tive que pegar meu cachorro morto em um saco para enterrar. A polícia existe para resguardar a vida, os animais também tem vida, são seres vivos, ele estava em casa tranquilo. Não me deram nenhuma explicação, simplesmente mandaram eu fechar a porta e foram embora”, argumentou o dono de Charles. 

O cão ainda foi levado a uma clínica veterinária na avenida Camapuã, no bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus, onde faleceu às 2h05 desta segunda-feira (25). Alex Sanderson frisou o sentimento de tristeza e o pediu para que a Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) abra uma investigação sobre o ato dos policiais. 

O Em Tempo entrou em contato com a PM-AM e em nota o órgão informou que está apurando as circunstâncias do fato. A PM-AM ressaltou que a corporação não compactua com abusos e excessos que contrariem a lei e a ordem, prezando sempre pelo dever de servir, proteger e preservar os direitos individuais e coletivos visando o bem comum. “Todos os elementos apresentados durante o processo investigatório serão apurados na forma transparente que o caso requer”, escreveu o órgão ao finalizar a nota.

Veja os últimos momento do cão com o dono:

O cão não resistiu aos ferimentos | Autor: Divulgação
//d.emtempo.com.br/
 
error

Enjoy this blog? Please spread the word :)