Cachoeira do Boto, Presidente Figueiredo

 
 
Localização: Km 32 do Ramal da Morena, na Vila de Balbina.
 
Como chegar: Depois de entrar em Balbina, você deve pegar o ramal de terra batida que fica à direita, logo após a ponte sobre o rio Uatumã. Após percorrer cerca de 32 km pelo ramal da morena, você deve estacionar o carro na curva que fica logo depois de uma grande placa onde está escrito “APA Morena”. Este é o início da trilha que leva até cachoeira. 
 
– O Ramal da Morena é uma estrada de terra batida que está em ótimas condições de tráfego, permitindo que os 32 km que levam até o início da trilha sejam percorridos em 30 minutos ou até menos. Ainda assim, não é recomendável encarar a estrada em dias de chuva. Ao longo do caminho, é possível vislumbrar trechos do belíssimo Rio Uatumã, que acompanha lado a lado o ramal.

– A trilha é curta e dura apenas cerca de 30 minutos. Porém, por ser um caminho pouco utilizado a mata ao longo da trilha é bastante fechada. Assim, é recomendável que o percurso seja realizado apenas na companhia de um guia de turismo, facilmente contratado no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) de Presidente Figueiredo. A diária do guia gira em torno de R$150 para um grupo de até 10 pessoas.

– A cachoeira oferece um ótimo local para banho, com suas águas geladas e fundo de areia. No entanto, é bom evitar a visitação durante os meses de junho e julho, o auge da cheia, pois a forte correnteza torna o ambiente perigoso e nos impede de chegar próximo à queda d’água.

– A cachoeira também pode ser visitada de barco. Para isso, é preciso ir de carro até o final do ramal da morena, num total de 36 km. A estrada termina no rio Uatumã e a partir daí é possível contratar um barqueiro para subir o igarapé de onde surge a cachoeira. Os barqueiros costumam cobrar R$30 para um grupo de até seis pessoas. Porém, esse percurso só pode ser realizado até a última semana de setembro, pois após este período o nível das águas do igarapé diminui a tal ponto que não permite a passagem de nenhuma embarcação. A navegabilidade retorna apenas em meados de março.

Foto: Magno Guerra
 
A visão do Rio Uatumã ao longo do Ramal da Morena é um banquete para os olhos.
Foto: André Maués
 

A trilha é curta, mas a mata é bastante fechada. Por isso, é recomendável
encarar a aventura apenas com a presença de um guia de turismo.

 
Foto: André Maués
 
 
Foto: André Maués
 
 
Foto: André Maués
 
Águas geladas e fundo de areia tornam esta cachoeira um ótimo local para banho.
 
 
Foto: Juliane Tavares
 
 
 
Foto: Juliane Tavares
 
Fonte: //oeldoradoeaqui.blogspot.com.br/2014/09/cachoeira-do-boto-presidente-figueiredo.html
 

Related Post

Enjoy this blog? Please spread the word :)